Não resista ao desconhecido e coloque o pé na estrada


O amor nasce nos mínimos detalhes, naquela noite chata de segunda-feira ou na tarde de um sábado qualquer. A gente nunca espera que vá ocorrer conosco, sempre querendo ser tão desapegados, mas ocorre sem notarmos.
O que fazemos no dia a dia é possível de ser mudado e é até simples de se lidar com diversas ações e novas situações. O grande problema mesmo são os sentimentos, faíscas que não podem ser manipuladas. Então, vem o medo, a ansiedade, o receio pelos dias que nem chegaram.
Ah, o temor sobre o outro sentir o mesmo, o pavor de se machucar no fim da linha. Então, se coloca uma máscara e sorri para esconder a cara de susto e as mãos que tremem sem parar.
Não se pode controlar, não dá para saber até onde vai chegar. E, em muitos casos, fingir e esconder o que se sente só trará consequências ruins. 
Assim, jogue ao chão as máscaras, respire fundo e seja honesto consigo mesmo acima de qualquer coisa. É necessário largar a armadura e se jogar de cabeça nos precipícios da vida.
Se não há mais afeição, se não existe tesão, caso a doçura daquele amor que parecia infinito tenha se dissipado, não resista ao desconhecido e coloque o pé na estrada. 
Permanecer em um lugar que já não acrescenta só faz o pó acumular e as dores e preocupações se alargarem. Viva e se permita, somente assim a felicidade chegará e fará morada.
CATEGORIAS: , ,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

siga no instagram: @chezyasmin
]]